Há muitas dúvidas sobre a construção desta igreja. Provavelmente foi construída por volta de 1668, pelo capitão Luís Alberto Gago da Câmara, proprietário da fazenda de Piratininga, falecido em 18 de novembro de 1733. Está localizada no caminho entre Piratininga e Itaipu e pertence à Paróquia de São José.

De arquitetura simples, data do século XVII, com suas paredes de quatro palmos de espessura, fica numa elevação existente na proximidade da Lagoa de Piratininga. Seus arcos encimados por um triângulo, janelas de frente, a torre dos sinos, a cruz e os ornamentos de estuque, além de outros pormenores são características usadas pelos jesuítas. É uma mistura de arcaísmo maneirista e prenúncios de barroquização. O frontão demonstra o início do Barroco com suas volutas de aparência sóbria e contida.

Possui nave única e no interior há um púlpito com acesso pelo lado externo da nave e sua capela-mor, pouco profunda, liga-se lateralmente à sacristia. A fachada principal é constituída pelos três arcos planos da galilé, encimados por duas pequenas janelas do coro. À direita, vê-se a torre sineira única, coroada por três coruchéus. A Igreja foi tombada pelo Patrimônio Histórico da cidade.